A difusão de meias verdades e falsas controvérsias

A ciência da ignorância

A difusão de meias verdades e falsas controvérsias

Nelson Blecher

Agnotologia. Significado: política da construção da ignorância. Esse foi o termo cunhado pelo historiador americano Robert Proctor, recentemente explicado por ele em um seminário na Alemanha. Para estudiosos, o tema se tornou prioritário devido ao potencial da web para difundir falsas polêmicas científicas. Proctor pesquisou, em milhares de livros digitalizados pelo Google, a expressão “jovens adultos fumantes”. Descobriu que ela não era mencionada antes de a indústria do tabaco a ter recomendado em um memorando, em 1975, no lugar de “jovens fumantes”, para enfatizar que eram pessoas responsáveis por suas escolhas. Fazia parte da política de usar estudos duvidosos para se defender das acusações de que seu produto fazia mal à saúde. Para Proctor, a indústria tabagista aperfeiçoou e exportou para dezenas de outros setores as técnicas de manipulação. Um exemplo recente foi o financiamento, por parte do setor de energia, de pesquisas que visavam a desconstruir a ideia de uma responsabilidade humana no aquecimento global.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s