Hoje vamos falar de dois grupos de indivíduos: os críticos e os abusadores.

Ignore os Críticos e "Enquadre" os Abusadores

Hoje vamos falar de dois grupos de indivíduos: os críticos e os abusadores.

Fonte : http://academiainteligencia.blogspot.com/

A FÓRMULA DA INTELIGÊNCIA demonstra que nenhum dos dois representantes contribuem para a evolução da humanidade. Portanto, mostraremos que as duas ações eficazes no tratamento deles são: ignorá-los ,enquadrá-los ou ambos.

Aprofundemos a compreensão dos termos antes de discordarmos ou concordarmos, através da Percepção Acurada(Pa).

Crítico= adj (gr kritikós) que tem tendência para censurar; indivíduo que acha defeitos em tudo; maldizente.

Crítica= Apreciação desfavorável. Censura, maledicência. Crítica pessoal: a em que se trata mais do autor que da obra.

Abusador= Que, ou o que abusa. Que faz pouco caso, que ridiculariza.

Abusar= (lat abusare)- Cometer abusos, desregrar, exorbitar, prevalecer-se de alguém ou de alguma coisa, usar mal, enganar, faltar à confiança, prevaricar, desonrar, estuprar, acanalhar, ridicularizar.

Enquadrar= Pôr em quadro. Emoldurar, encaixilhar. Dispor no respectivo quadro. Adaptar, ajustar. Tornar quadrado.

Na vida, se queremos vivê-la na sua plenitude, aproveitando e desenvolvendo todo o nosso potencial, vamos topar com indivíduos cujo passatempo predileto é enxovalhar a reputação dos outros. As únicas respostas cabíveis para esses indivíduos críticos e abusadores são: ignorar ou enquadrar. Outras respostas são ineficazes, desgastantes e uma perda de tempo e energia.

Os Indivíduos críticos e abusadores a que nos referimos estão destacados em negrito nas definições fornecidas pelo dicionário Michaelis. Atenha-se a elas para uniformizarmos nossa conversação.

Indivíduos críticos tem a tendência( contínua) de atacar as pessoas em" pele de cordeiro". Escondidos em "boas intenções", agem no intuito de achar defeitos em tudo, para ridicularizar as pessoas e suas ações. Neste caso específico não há , em nenhum segundo, uma intenção verdadeira de contribuir para quaisquer melhorias e aprimoramentos acerca do ponto em questão. Diferentemente dos críticos de temas científicos , artísticos e literários, que precisam ter conhecimento fundamentado, para emitir opiniões, os críticos "tupiniquins" executam críticas pessoais.

Se você deseja prosperar no seu campo pessoal, profissional ou relacional, faça um favor a si mesmo, ignore-os. Eles se multiplicam mais do que baratas em buracos. Achatá-los com outras críticas não os fará pararem com a sua missão peçonhenta. Ignore-os. Ignore-os. Ignore-os. E prospere cada vez mais até que eles desistam de você e comecem a perseguir outras vítimas.

Mas não há uma pontinha de verdade nas críticas? Se há, não nos interessa, porque existem maneiras mais sensíveis e diplomáticas de assinalar as coisas na convivência humana. Se alguém não sabe como falar, perde o direito de falar sobre algo, pois desperdicou a chance de conquistar a atenção de maneira civilizada. E no caso aqui, repito, não há intenção positiva, apenas destrutiva. Muitas pessoas ficam tão abaladas com críticas que desistem de seus sonhos, calam-se quando deveriam falar, fogem quando deveriam vencer.

Que tal as seguintes frases: "Você um imbecil." ou "que lixo de projeto, quando você perdeu a inteligência para me apresentar essa porcaria?". Percebem a agressão direta e pessoal?

Indivíduos abusadores exorbitam, prevalecem-se de alguém ou de alguma coisa, usam mal, enganam, faltam à confiança, prevaricam, desonram, estupram, acanalham, ridicularizaram.

Incidentalmente ou concomitantemente, indivíduos críticos e abusadores são os mesmos!

Alçados a uma condição de "poder" posicional, na figura de chefes ou superiores hierárquicos, abusam do poder para exercer a crítica. Eles são os abusadores-críticos. Enquadre-os. Enquadre-os. Enquadre-os.

Enquadrar é colocá-los no lugar. Pessoas abusadoras exorbitam( saem de órbita), isto é, perdem a noção dos limites e invadem o quadrado dos outros. Portanto, precisamos devolvê-los ao seu quadrado, demonstrando os limites que nos separam de maneira inequívoca. Podemos interromper qualquer abuso de várias maneiras: denunciar à presidência da empresa, denunciar à justiça, se houver danos morais e materiais, responder de maneira firme que não vai tolerar a repetição desse tipo de comportamento. Existem diferentes estratégias, mas todas equivalem ao enquadramento.

Indivíduos críticos e ou abusadores são maléficos para a humanidade. Não vão mudar, a não ser que possam corrigir a sua involução pessoal, através de métodos terapêuticos, a que recorram espontaneamente( vocês acreditam em papai Noel?). Isso é mais improvável do que ganhar na megasena. Há pessoas tão enturbuladas mentalmente, por imaturidade ou por doenças mentais, que podem melhorar através de tratamentos. Isso somente quando não se tratar de um transtorno arraigado na estrutura de personalidade.

Portanto, a FÓRMULA DA INTELIGÊNCIA demonstra que indivíduos críticos e abusadores precisam ser ignorados e enquadrados repetidamente para que cada pessoa, que não faça parte de seu grupo maléfico, possa prosperar, evoluir e contribuir para o avanço da humanidade. Ignorar e enquadrar visa à defesa e à manutenção do equilíbrio, para a continuidade de projetos construtivos, não à correção improvável desses indivíduos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s