A ORIGEM DE (QUASE) TUDOInserir o título da postagem

 

MEnina ferida

 

A ORIGEM DE

(QUASE) TUDO

No princípio era a Síria — e sua guerra interna. Depois vieram

os fanáticos do autointitulado Califado (ou Estado Islâmico),

que assumiram o controle de um bom pedaço do país e também

do vizinho Iraque, instituíram a tortura e a execução em praça

pública como punição a qualquer prática que consideram crime,

incluindo homossexualidade e adultério, e aos poucos exporta-

ram seu reino do terror, organizando atentados contra civis in-

defesos no Egito, no Líbano e na França. O avanço da seita apo-

calíptica islâmica somou-se aos motivos que fazem a população

síria cruzar as fronteiras para o Líbano, o Iraque, a Jordânia e a

Turquia, e de lá para a Europa, mas o principal deles continua

sendo a campanha aérea do ditador Bashar Assad, cujos heli-

cópteros despejam, sobre áreas urbanas, bombas artesanais fei-

tas com tonéis cheios de parafusos, fragmentos de metal, dina-

mite e gasolina. A menina da foto, da cidade de Douma, na peri-

feria da capital, Damasco, foi ferida por uma delas, em agosto.

Cerca de 250000 pessoas foram mortas e metade da população

de 22 milhões fugiu de casa desde o início da guerra, em 2011.

Se esses números e o olhar desta criança não são suficientes pa-

ra que os líderes mundiais assumam como prioridade em 2016

dar um fim ao conflito, quem sabe seus efeitos diretos sobre o

Ocidente — os atentados terroristas, a crise de refugiados —

cumpram esse papel?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s