https://rothbardbrasil.com/apoiando-a-coisa-atual-os-adeptos-da-histeria-covid-abracam-a-narrativa-da-ucrania/

Nova pesquisa descobriu que quanto mais injeções de mRNA você toma, maior a probabilidade de endossar inquestionavelmente a narrativa do governo sobre a Ucrânia.




Eu queria chamar sua atenção para uma enquete fascinante que saiu outro dia.

O Toronto Star contratou uma agência de pesquisa para averiguar os canadenses sobre suas opiniões sobre a guerra Rússia-Ucrânia em andamento. O que tornou esta pesquisa única é que ela separou os lados em três grupos separados: os triplamente vacinados, os duplamente vacinados e os não vacinados.



Veja bem, uma coisa é ter tomado duas injeções de COVID, mas aqueles que aderiram ao regime das doses recorrentes de reforço ou foram obrigados a fazê-lo (frequentemente sob coação) ou tornaram-se verdadeiros crentes na narrativa COVID. Como mostra a pesquisa, esse grupo, em geral, se submete a figuras de autoridade e abraça a narrativa atual, independentemente dos méritos reais de suas propostas.

O outro grupo – e lembre-se, canadenses não vacinados enfrentaram severa discriminação por não tomar as injeções de mRNA – viu a suposta preocupação do governo pela sua saúde e rejeitou totalmente a narrativa COVID. Os canadenses não vacinados ainda não podem deixar o país. Sua rejeição da narrativa do governo tem um custo pessoal e profissional inacreditável.

Enquanto a turma da picada tripla abraça totalmente a narrativa da Ucrânia, você pode ver que os não vacinados são incrivelmente céticos. O grupo que tomou duas injeções e parou por aí está embaralhado.



Aqueles que aderiram ao regime das doses recorrentes de reforço estão dispostos a lutar na 3ª Guerra Mundial pela Ucrânia, com seu apoio a uma zona de exclusão aérea, mostra a pesquisa.

Para mim, isso evidencia uma divisão incrível na sociedade ocidental hoje. Não estamos tão divididos entre linhas partidárias, mas sim entre cidadãos complacentes e não complacentes. Há aqueles que instintivamente questionam os comandos vindos de cima de figuras de autoridade (tendemos a não considerar suas credenciais como algo que demande nossa submissão), e há aqueles que aceitam a narrativa do governo, porque têm a impressão de que essas figuras de autoridade estão aqui para nos ajudar.

Apoiar a Coisa Atual é incentivado por nossos líderes como algo virtuoso e, assim como a Histeria COVID, há vantagens associadas a isso. Assim como na Histeria COVID, é muito mais fácil aderir à narrativa da Ucrânia do que resistir a ela.

Não apoiar um regime de sanções incapacitante sobre a Rússia, ou armar milícias ucranianas neofascistas até os dentes, ou mesmo a imposição de uma zona de exclusão aérea da 3ª Guerra Mundial sobre a Ucrânia, tornou-o uma pessoa má, e às vezes até resultará em sua rotulagem como um agente traidor de um regime estrangeiro. Você não quer ser uma pessoa ruim, quer? A classe dominante acha que é melhor você continuar apoiando a Coisa Atual e deixar o pensamento independente para seus superiores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s